Notícias
Informações do que está acontecendo no mundo.

Como exploração de petróleo na Amazônia divide países às vésperas de cúpula convocada por Lula

0


Construção do Gasoduto Urucu-Coari-Manaus, que foi inaugurado em 2011 pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva; imagem de 2009

Crédito, Getty

Legenda da foto,

Construção do Gasoduto Urucu-Coari-Manaus, que foi inaugurado em 2011 pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva

  • Author, Leandro Prazeres
  • Role, Da BBC News Brasil

A Cúpula da Amazônia que será realizada em Belém na semana que vem (a partir do dia 8) deverá ser marcada não apenas pelas prováveis convergências sobre a necessidade de preservação da Amazônia, mas por divergências e uma contradição: o que fazer com as enormes reservas de petróleo já descobertas nos países da região?

De um lado, há um grupo formado por países como Venezuela e Brasil, que têm significativas reservas de petróleo e que não dão demonstrações de que pretendem deixar de explorar os recursos no curto e no médio prazo.

A esse “clube” se somam dois recém-chegados, Suriname e Guiana. Nesses países foram descobertas reservas de bilhões de barris de petróleo nos últimos oito anos e que geraram expectativa sobre um futuro ancorado nos petrodólares.

Do outro lado está a voz dissonante da Colômbia que anunciou o fim da liberação de novas licenças para explorar petróleo no início deste ano como uma forma de mover sua economia na direção da chamada transição energética – a passagem de uma matriz energética focada na queima de combustíveis fósseis para uma baseada em fontes renováveis.

Link da BBC News | Brasil

Síntese
Author: Síntese

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.