Notícias
Informações do que está acontecendo no mundo.

Como Japão foi de passado imperialista a pacifismo previsto pela Constituição

0


Japoneses protestam contra mudanças na Constituição

Crédito, Getty Images

Legenda da foto,

Protesto contra mudanças na Constituição: maior parte da população japonesa apoia renúncia à guerra prometida na Carta Magna

A guerra na Ucrânia e um Indo-Pacífico cada vez mais volátil, com temores em relação aos próximos passos da China e da Coreia do Norte, trouxeram à tona a nova-velha discussão sobre o “pacifismo” japonês.

Previsto na Constituição pós 2ª Guerra, esse conceito é baseado na “renúncia à guerra” pelo Japão, assim como na promessa de que o país nunca manteria tropas militares.

Mas a situação cada vez mais volátil da região tem estimulado analistas e representantes políticos de diversas partes do mundo a discorrer sobre “a morte do pacifismo japonês”.

Uma reforma da Constituição era uma das principais plataformas políticas de Shinzo Abe, o ex-primeiro-ministro do Japão que foi assassinado em julho de 2022.

Link da BBC News | Brasil

Síntese
Author: Síntese

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.