Notícias
Informações do que está acontecendo no mundo.

Lula na França: Por que encontro não atendeu aos interesses do Brasil e outros emergentes

0


Macron fala ao lado de Lula e outros líderes mundiais

Crédito, EPA

Legenda da foto,

Brasil espera que promessas antigas dos países ricos sejam cumpridas

  • Author, Daniela Fernandes
  • Role, De Paris para a BBC News Brasil

A Cúpula para um Novo Pacto Financeiro Global – uma iniciativa do presidente francês, Emmanuel Macron, com o objetivo de redesenhar um novo sistema de financiamento que permita aos países pobres e em desenvolvimento lutarem contra as mudanças climáticas e a pobreza – encerrada nesta sexta-feira em Paris “não atendeu aos interesses dos emergentes”, mas “serviu como um aquecimento” para o G20, que o Brasil presidirá a partir de dezembro pelo período de um ano, na avaliação de uma fonte da diplomacia brasileira.

O encontro, que contou com a presença de dezenas de chefes de Estado, vários deles de países africanos, teve como um dos temas centrais a necessidade de reforma do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial, reivindicação de longa data do Brasil. “Mas a visão em relação à reforma não é a mesma entre países ricos e emergentes”, ressalta o diplomata brasileiro.

Brasil e outros emergentes pleiteam uma reforma da governança dessas instituições financeiras, criadas há quase 80 anos nos acordos de Bretton Woods, e também da ONU que permitiram a esses países um papel decisório mais significativo nessas organizações.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reiterou isso em um discurso bem aplaudido na manhã desta sexta-feira na cúpula, em uma mesa-redonda com chefes de Estado e de governo e autoridades como a diretora-geral do FMI, Kristalina Georgieva.

Link da BBC News | Brasil

Síntese
Author: Síntese

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.