Notícias
Informações do que está acontecendo no mundo.

Narcomilícias no Rio: os fatores que acirram a disputa na zona oeste da cidade

0


Câmera de segurança da Polícia Militar do Rio mostra um dos ônibus incendiados na zona oeste da cidade nesta segunda (23/10)

Crédito, PMRJ

Legenda da foto,

Câmera de segurança da Polícia Militar do Rio mostra um dos ônibus incendiados na zona oeste da cidade nesta segunda

  • Author, Wilson Tosta
  • Role, Do Rio de Janeiro para a BBC News Brasil

A zona oeste do Rio de Janeiro vive nesta segunda-feira (23/10) mais um episódio dos violentos confrontos de grupos criminosos com a polícia ou entre si pelo domínio da região.

Quase 30 ônibus, em diferentes pontos da zona oeste, foram alvos de incêndios criminosos e levaram a capital fluminense ao “estágio de mobilização” — quando há riscos de ocorrências de alto impacto na cidade.

Os incêndios teriam sido provocados por criminosos em represália à morte de Matheus da Silva Rezende durante troca de tiros com agentes, também nesta segunda. Conhecido como Faustão ou Teteu, ele era sobrinho de Zinho, chefe de uma das principais milícias da região.

O governador do Rio, Cláudio Castro (PL), afirmou em entrevista coletiva no início da noite de segunda que Matheus foi morto em uma operação da Polícia Civil — cujas unidades e agentes Castro parabenizou por “neutralizarem um dos maiores criminosos da atualidade do Rio de Janeiro”.

Link da BBC News | Brasil

Síntese
Author: Síntese

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.